Valorize a sua imagem profissional

Valorize a sua imagem profissional

A sua imagem profissional começa a ganhar forma a partir do momento em que responde a um anúncio ou interage com algum potencial recrutador ou empregador.

Profissionais

Por vezes, e não deve ser menosprezado, começa mesmo antes de se encontrar num processo de recrutamento.

Quantas vezes ao interagir com um cliente ou fornecedor está a transmitir a imagem que pode ir ao encontro do que este interlocutor vem a procurar uns meses mais tarde para a sua própria empresa? Por vezes, surgem propostas de trabalho destes contactos, que estabelecemos diariamente, e que podem ser muito interessantes e até desafiantes.

Contudo, estas oportunidades não surgem com frequência, ou pelo menos com a frequência desejada, e caso queira evoluir profissionalmente é necessário equacionar o processo de recrutamento tradicional.

Antes de começar a preparar-se é importante ter consciência que a sua imagem já circula por aí. E este será o ponto de partida a ter em conta.

1. Internet
Provavelmente a sua imagem, profissional ou não, já existe na internet. Seja através de um perfil de uma rede social, de fotografias que coloca regularmente ou de um perfil profissional que mantém mais ou menos actualizado, você já existe. Será que o que existe está de acordo com a imagem que quer difundir? E não se esqueça que nem tudo se resume ao seu contributo. Amigos e conhecidos podem também difundir a sua imagem sem que saiba ou possa validar atempadamente essa partilha.

Depois, há que considerar todas as outras tarefas que dependem maioritariamente do seu contributo:

2. Anúncio
A selecção dos anúncios é feita por si de acordo com a sua experiência, desejos e ambição mas não se esqueça que deve começar por verificar se, de alguma forma, preenche os requisitos pretendidos. Para além disso, preste atenção às indicações dadas e assegure que responde a cada uma das solicitações.

3. Currículo
Antes de mais, não só os seus contactos devem estar bem visíveis como devem estar operacionais. Tenha o telefone e email a funcionar em pleno e esteja atento a possíveis contactos.

Verifique também qual o formato adequado para a sua área de trabalho. Será o formato europeu ou há outra alternativa que no seu caso ou no seu sector de actividade faz mais sentido?

4. Carta de Apresentação
Hoje em dia a carta tende a ser substituída pelo email. Ainda assim, deverá considerar incluir algumas palavras que sirvam de apresentação e introdução ao currículo que envia. Se para além deste documento incluir outros, facilite o trabalho de quem lê explicando de forma clara os anexos que envia. Aproveite também esta oportunidade para responder a algumas questões que o empregador possa ter, nomeadamente, ligando os requisitos pretendidos a exemplos práticos da sua experiência profissional.

5. Entrevista
Para a entrevista prepare-se a vários níveis:
• Reveja o seu currículo e ligação com os requisitos do empregador.
• Cuide da sua apresentação: opte por uma roupa adequada ao tipo de cargo ou função a que se candidata.
• Linguagem verbal: esteja consciente do seu tom de voz e suas inflexões. Fale de forma positiva e não descure a dicção.
• Linguagem não-verbal: para o observador treinado é tão importante quanto a linguagem verbal. Tenha atenção à sua postura, expressões faciais, olhar e gestos.
• Seja você mesmo. Demonstre autoconfiança, seja natural e deixe a sua personalidade fazer o resto.


Para quem seja formando da Master.D recomendamos as sessões práticas complementares que realizamos todos os meses nos nossos centros formativos. Nessas sessões são abordados vários temas relacionados com a preparação para o mercado de trabalho e desenvolvimento de soft skills.

Informe-se junto do seu preparador.

Artigos Relacionados

Sem Comentários

Leave a Comment

Your email address will not be published.